top of page

Mundo RH - Seremos produtivos mesmo trabalhando um dia a menos

Atualizado: 13 de jun. de 2023

A Revolução do Trabalho: Redefinindo produtividade e bem-estar com a jornada de 4 dias



Recentemente, o Reino Unido divulgou um estudo feito com 73 empresas para testar a produtividade com uma possível redução da jornada de trabalho de 5 para 4 dias semanais. O resultado apontou que, mesmo com um dia a menos, 95% das empresas mantiveram a produtividade dos colaboradores, e, em alguns casos, atingiu melhores resultados quando comparados à jornada de 5 dias. Sendo assim, 86% das companhias responderam que irão adotar o modelo permanentemente.


Já em 2018, Andrew Barnes, fundador da empresa financeira neozelandesa Perpetual Guardian, começou a refletir e buscar formas de aumentar a produtividade de sua empresa. Dentre seus questionamentos surge a hipótese: será que essa forma de atuarmos está nos prejudicando ao invés de aumentar nossa produtividade?


Com essa pergunta, Barnes iniciou em sua empresa um piloto no qual seus colaboradores, caso aumentassem a baixa produtividade diária, ganhariam um dia para ter mais tempo livre. O piloto foi medido e acompanhado pela Universidade de Auckland para garantir a acuracidade dos dados, e teve resultados positivos, o que despertou o olhar do mundo, principalmente neste tempo pós-pandemia, que trouxe tantas mudanças em nossas vidas.

Foi a partir daí que Barnes fundou a 4 Day Week Global, uma organização sem fins lucrativos que fornece uma plataforma para pessoas e empresas interessadas em apoiar a ideia da semana de 4 dias como parte do futuro do trabalho. Atualmente, Portugal, um país onde mais de 70% da população trabalha mais de 40 horas semanais, e África do Sul estão passando por esse teste.


No entanto, a grande novidade é que agora é a vez de o Brasil dar início ao projeto piloto e analisar a possibilidade de reduzir a jornada de trabalho para quatro dias úteis. Daremos início ao estudo intitulado 4 Day Week em setembro deste ano, em parceria exclusiva e pioneira no Brasil com a 4 Day Week Global e o Boston College.


No estudo, pequenas e médias empresas poderão realizar o piloto com todos seus colaboradores. Grandes empresas podem fazer o piloto em alguma área específica. A 4 Day Week Global trabalha para construir caminhos e metodologias para que o piloto não se restrinja a um grupo ou segmento específico e possa expandir cada vez mais sua atuação e abranger mais pessoas.


Com essa novidade, só posso dizer que será uma grande honra sermos o parceiro exclusivo da 4 Day Week Global para a realização do piloto da jornada de 4 dias no Brasil. Eu acredito que vamos dar um passo importantíssimo para revolucionar o mundo do trabalho, possibilitando mudanças em nossa forma de atuarmos, de forma mais produtiva e mais saudável.


Nos últimos anos, aumentamos o tempo em frente às telas, o tempo em reuniões e passamos quase o dia todo conectados. Está na hora de assumirmos que essa sociedade que não pára não é produtiva e está caminhando para o esgotamento. Será que precisamos de tantas reuniões? Será que conseguimos ser objetivos com a pauta da reunião? Será que precisa de tantos participantes? A semana de 4 dias traz mais produtividade, mas claro mais bem-estar e melhora na saúde mental das pessoas. E no fim, mais felicidade.


Quero destacar que a jornada de trabalho de quatro dias tem o foco principal no aumento da produtividade. Não é tirar um dia da semana, mas redesenhar nossa forma de atuar, fazendo uma melhor gestão de tempo, automatizando processos, delegando e principalmente revendo prioridades.


Espero que todos estejam prontos para essa mudança incrível e revolucionária no mundo do trabalho.


16 visualizações
bottom of page