O mundo do trabalho mudou. Sua organização está preparada para isso?


Segundo pesquisa da Accenture, 52% dos brasileiros querem manter o trabalho remoto pelo menos uma vez por semana. A maioria das pessoas alega que ganhou muito no modelo remoto, com redução do "tempo perdido" em deslocamentos, o que gerou mais tempo para trabalhar, mas também para estarmos com nossas famílias e termos mais tempo para nós mesmos. Além disso, o trabalho remoto permitiu que pessoas morassem em cidades com mais qualidade de vida, longe dos centros urbanos. Tudo isso mudou nossas vidas e fica difícil pensar em como voltar ao modelo de fevereiro de 2020 sem nem nos questionarmos.


Porém, nem tudo é perfeito. Há grandes preocupações do que iremos perder nesse modelo remoto ou híbrido e dúvidas se ele funcionará quando uma parte da equipe estiver remota e outra presencial. 54% dos entrevistados acham que pessoas que estiverem com mais frequência no escritório terão preferência frente aos demais. Será que estão certos?


Certamente temos a ganhar e a perder em todos os cenários. Não há um caminho único e certo. E por isso ainda há muita especulação e dúvidas e como a McKinsey levantou, 68% dos executivos ainda não tem um plano claro sobre o modelo híbrido. E com isso as equipes sofrem de ansiedade e dúvidas.


Se uma parte da nossa felicidade vem das nossas relações, como já é comprovado em tantos estudos e pela psicologia positiva, certamente um modelo híbrido parece o melhor dos mundos. Porém, exatamente como isso funciona ainda ninguém tem certeza. O principal ponto deste momento é entender que ouvir os colaboradores faz parte do processo e é papel da liderança. Não adianta deixarmos a responsabilidade somente para o RH ou colocarmos a questão embaixo do tapete. O mundo de fato mudou. Em pesquisa que realizamos com a Happiness Business School identificamos que a saúde mental é o aspecto principal de priorização das pessoas nos próximos meses. A má notícia para as empresas que não querem enxergar isso é que ignorar pessoas as fará perder colaboradores e também clientes. Porém, para as empresas que entenderam que as pessoas devem ser sua prioridade haverá uma grande oportunidade de construir novos formatos de trabalho e de relações.


As empresas são em todo mundo agentes de mudança. E podem gerar impactos positivos na sociedade. Empresas que cuidam dos colaboradores e tem adotados práticas de ESG certamente terão seu crescimento garantido. Não é fácil mudar o mindset e a forma de atuar, mas é possível e talvez seja a única forma de sustentabilidade no futuro.


Sua organização está preparada para essas mudanças?







113 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo