top of page

Isto É Dinheiro - Confira as empresas que participarão do projeto da semana de 4 dias no Brasil

Empresas vão ter três meses para se adequar ao novo modelo, que vai durar seis meses




O assunto sobre a redução da jornada de trabalho no Brasil tem dado o que falar. Desde que foi anunciado, em maio, centenas de companhias demonstraram interesse em conhecer e aplicar a metodologia da semana de 4 dias de trabalho.


No dia 30 de agosto, a Reconnect Happiness at Work, em parceria com a 4 Day Week Global e a Boston College, divulgou as empresas que irão participar do projeto piloto para adotar o novo modelo de trabalho no país. As companhias possuem sedes em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Campinas (SP)e Porto Alegre (RS). Já os segmentos são: saúde, jurídico, comunicação, tecnologia, alimentação e entretenimento.


No momento, 20 empresas estão confirmadas, o número pode aumentar nos próximos dias. As pioneiras são: Hospital Indianópolis; Editora Mol, Smart Duo, Thanks for sharing; Oxygen; Haze Shift – Consultoria de Inovação e Transformação Digital; GR Assessoria Contábil; Alimentare; Ab Aeterno; Grupo Soma; Brasil dos parafusos; Innuvem Consultoria; Inspira Tecnologia; PN Comunicação Visual; Clementino & Teixeira; Plonge Consultoria e a Vockan. A lista contempla outras empresas, que no momento não autorizaram a divulgação.


Para Renata Rivetti, diretora da Reconnect Happiness at Work e parceira oficial da 4 Day Week Brazil, o projeto demonstra o quanto as empresas estão aderindo a novas experiências no ambiente corporativo.


“Este é um passo importantíssimo para revolucionar o mundo do trabalho, possibilitando mudanças no desempenho dentro de nossos cargos, tornando a jornada de trabalho mais produtiva e ao mesmo tempo saudável”, comenta.

O objetivo da metodologia da semana de 4 dias não consiste em simplesmente trabalhar um dia a menos, mas sim redesenhar a forma de atuação das empresas, que poderão fazer uma melhor gestão de tempo, automatizando processos, delegando tarefas e principalmente revendo prioridades durante a rotina.


Agora as empresas iniciarão as próximas etapas do projeto. O processo de preparação e de orientação começa em setembro e vai durar três meses. Durante esse período, as empresas continuam na semana 5 dias até definirem melhor qual será sua estratégia, se será a sexta ou outro dia escolhido para ser a folga, além de comunicar aos clientes e outros stakeholders, e fazerem a primeira pesquisa quantitativa e também as conversas da pesquisa qualitativa com a FGV. A redução da jornada deve começar entre os meses de novembro e dezembro e vai durar seis meses.

2 visualizações
bottom of page