top of page

Fast Company - 20 empresas brasileiras começam a planejar semanas de 4 dias

Preparativos para o 4 Day Week Brazil começam em setembro, mas implantação só deve iniciar em janeiro




Vinte empresas brasileiras começam hoje (05 de setembro) o desafio de implementar uma semana de quatro dias nas suas rotinas de trabalho, o 4 Day Week Brazil. Neste lançamento online, as empresas ficarão sabendo mais detalhes do planejamento, a atuação da assessoria jurídica, como funcionarão as pesquisas e as masterclasses.


“O grande desafio agora é que todos os participantes se engajem e utilizem a metodologia. Não é sobre tirar a sexta e sim redesenhar a forma que trabalhamos e aprender a trabalhar melhor, redesenhando comunicação, processos, tecnologia e espaços. Se não houver mudanças, é possível uma sobrecarga e dificuldades na implantação”, afirma Renata Rivetti, especialista em felicidade corporativa e liderança positiva e diretora da Reconnect Happiness at Work, empresa parceira da 4 Day Week Brazil.


A 4 Day Week Global é uma comunidade sem fins lucrativos estabelecida por Andrew Barnes e Charlotte Lockhart para fornecer uma plataforma para pessoas e empresas interessadas em apoiar a ideia da semana de quatro dias como parte do futuro do trabalho.

Segundo Renata, durante os três meses de planejamento as empresas continuam na semana de cinco dias até definirem melhor qual será sua estratégia e como comunicar aos clientes. Também devem fazer, em outubro, a primeira pesquisa quantitativa, com ajuda da Boston College, Birkbeck e da Henley Business Schoolm além de uma pesquisa qualitativa com a FGV-EAESP.


“Após o piloto conseguiremos mensurar dados sobre o sucesso da semana de quatro dias, tanto para as empresas – melhoria na atração e retenção de talentos, aumento na produtividade e engajamento, aumento na receita – quanto para os colaboradores participantes, como melhora na saúde física e mental e aumento no bem-estar e felicidade”, diz Renata.


“Nossa expectativa é que o piloto no Brasil tenha resultados semelhantes e positivos como tivemos nos pilotos ao redor do mundo”, completa.


NÃO É SOBRE TIRAR A SEXTA E SIM REDESENHAR A FORMA QUE TRABALHAMOS E APRENDER A TRABALHAR MELHOR.

Em setembro e outubro, as empresas participarão de diversas masterclasses. Novembro e dezembro serão meses reservados para os últimos ajustes do projeto piloto. A implantação começa em janeiro de 2024. “A partir de janeiro, todo mês teremos sessões de facilitação de networking e de resolução de problemas para, juntos, transformarmos o novo futuro do trabalho”, afirma Renata.


Para facilitar as reuniões, a Reconnect Happiness at Work fechou uma parceria exclusiva com a WeWork, especializada em espaços de coworking, que providenciará espaços presenciais para reuniões e uso do Workpass, do vale-escritório e a assinatura mensal de estações de trabalho para as empresas do projeto.


Algumas das participantes (que autorizaram a divulgação) são Hospital Indianópolis, Editora Mol, Smart Duo, Thanks for Sharing, Oxygen, Haze Shift Consultoria de Inovação e Transformação Digital, GR Assessoria Contábil, Alimentare, Ab Aeterno Grupo Soma, Brasil dos Parafusos, Innuvem Consultoria, Inspira Tecnologia, PN Comunicação Visual, Clementino & Teixeira (escritório jurídico), Plonge Consultoria e Vockan.

8 visualizações

Comments


bottom of page