top of page

Estadão Imóveis - Empresa adota semana de quatro dias de trabalho e economiza com escritório

Custo com aluguel de espaço passou de R$ 33 mil para R$ 2.500





Quando uma multinacional de tecnologia resolveu fechar a filial que tinha no Brasil, a Vockan Consulting assumiu a carteira de clientes, o quadro de funcionários e um escritório de 430 m² na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, um dos maiores polos corporativos da cidade de São Paulo. O custo mensal de 33 mil reais com aluguel era alto demais para o bolso da companhia e foi um dos fatores que a impulsionou a adotar a jornada de quatro dias de trabalho.


“Se incluirmos outras despesas vinculadas ao escritório, como limpeza, condomínio e energia elétrica, tínhamos uma despesa no valor de R$ 77 mil por mês”, acrescenta Fabricio Oliveira, CEO da empresa. Enquanto a estratégia de Oliveira para implementar a semana de quatro dias de trabalho entrava em ação, os 70 colaboradores, então, passaram a atuar em regime híbrido, indo apenas uma vez por semana ao escritório.


“Não precisávamos mais de tanto espaço. Por isso, alugamos um escritório de 100 m² em um prédio bem menos glamuroso e saímos do aluguel de R$ 33 mil para R$ 2.500”, garante. “Nossos gastos mensais, com a adaptação do novo escritório e a readequação dos espaços de trabalho em casa dos nossos colaboradores, passaram a cerca de R$ 26 mil”, garante. 


A economia mensal para a companhia foi de cerca de 66%, mas o executivo já está se preparando para observar um aumento nessas despesas. Isso porque a adoção do novo formato de trabalho, segundo ele, fez com que a empresa se tornasse mais produtiva e, principalmente, mais atrativa para novos talentos. Não à toa, a previsão é que a Vockan feche o ano com 111 funcionários. 


O novo escritório


“Estamos desenvolvendo um novo escritório para comportar esse fluxo de novos colaboradores. Será uma laje de quase 200 m², o que vai fazer nossos valores aumentarem em 45%”, antecipa Oliveira. Este novo espaço não vai repetir o formato do antigo. Ao invés de baias e locais fixos, a empresa promete ter espaços amplos, cadeiras rotativas, um videogame e uma chopeira. 


As iniciativas nasceram do objetivo do CEO de desenhar um ambiente e uma jornada mais agradável para seus colaboradores. Ele conta que desde a adoção dos quatro dias de trabalho, os pedidos de demissão diminuíram, enquanto o nível de produtividade da equipe aumentou.


Iniciativas como a da Vockan Consulting estão ganhando espaço em território nacional, mas contrastam com a retomada dos escritórios.


Quatro dias de trabalho


Desde o arrefecimento da pandemia de Covid, empresas de diversos setores executam ações para promover a volta dos seus colaboradores aos escritórios. Ao mesmo tempo, o número de vagas abertas que permitem o trabalho home office diminuíram. De acordo com dados do LinkedIn, por exemplo, apenas 25% das vagas publicadas em fevereiro deste ano permitiam ao funcionário trabalhar de casa, uma queda de 14% em relação ao mesmo período de 2022.


Enquanto isso, um estudo da CBRE, empresa de consultoria na locação e gestão de imóveis, diz que aproximadamente 80% dos prédios comerciais em São Paulo registraram retorno superior a 70%, e 45% tiveram retomada acima de 90%.


Apesar do cenário, a expectativa é positiva. Pelo menos é nisso que acredita Renata Rivetti, diretora da Reconnect Happiness at Work, empresa parceira do 4 Day Week Global, organização que está à frente dos projetos-pilotos da jornada de trabalho de quatro dias.


“As pessoas passaram a priorizar a flexibilidade e a alta liderança está percebendo que não se preocupar com o bem-estar dos colaboradores se traduz na perda de produtividade e baixo engajamento”, acrescenta. Na visão dela, o Brasil está presenciando um movimento de redesenho do mercado de trabalho. “Não precisamos ter escritórios tão grandes para receber o time todos os dias”, observa.


Rivetti prevê que o modelo dos quatro dias de trabalho vai moldar o propósito dos escritórios. “O momento em que estamos juntos é mais para trabalhar conexões do que realmente buscar o hiperfoco”, indica. “A ideia é diminuir as horas, mas aumentar a produtividade. Diminuir o excesso de reuniões e o excesso de distrações”, acrescenta a executiva.



9 visualizações

コメント


bottom of page